Eu sou ‘’novinha’’, mas não sou boba

Não, você não é novo demais para fazer o que está fazendo, para dar o ponta pé inicial ao projeto em que você acredita. Sim, realizar festas, eventos, criar um canal no Youtube, uma conta como influenciador no Instagram, criar seu brechó online, comercializar seus serviços e/ ou produtos, tudo isso é empreender e cada uma dessas coisas TEM O SEU VALOR!


Valor que você - ao parar e analisar, TEM que dá-lo, para que outros possam enxergar e também fazer o mesmo.

Costumam muito subestimar nós da geração Y, os ‘’millennials’’, acreditando que muitas vezes não temos capacidade, visão, entendimento e experiência suficiente para realizarmos determinado trabalho - principalmente os que até então eram apenas feitos pelas gerações anteriores. Costumam subestimar quando damos ideias ou apresentarmos um projeto que nós sabemos que seria de uma grande melhora para a empresa. Mas sabe de uma coisa? Continue tentando e fazendo. Mesmo com os ‘’nãos’’ recebidos, com a falta de apoio e de credibilidade, continue! Continue para você e por você!

Se aprimore, dedique-se, se aprofunde no assunto do seu interesse e busque sempre se atualizar dele. Faça acontecer e se torne referência daquilo. Aproveite a vantagem de termos nascidos na era da internet e possuirmos ferramentas que facilitam a criação de diversas comunidades para atingirmos os públicos de lugares até mais distantes. E com essas informações chegando constantemente, nossa mente trabalha tão rápido quanto que estamos absorvendo conhecimento o tempo todo.


ACREDITEM, nós estamos mudando as relações de consumo atuais, de trabalho e de muitas outras, então eu peço que acreditem no potencial que temos. Nós somos o futuro! E eu ainda digo que sábios são os empresários que entendem que ninguém nasce pronto e que as experiências são adquiridas na prática. Que somos novos, mas não somos estúpidos, e que quando nos dada a oportunidade de sermos ouvidos, faremos até o que era considerado impossível para obtermos e entregarmos o melhor resultado.


E vindo de uma "under 25", uma dica para os empresários das gerações anteriores: Não enxerguem um “millennial” como um futuro rival, faça com que o mesmo torne-se um aliado á sua empresa ou até um possível sócio para um empreendimento. Procure saber mais sobre os comportamentos desses que, hoje, são os consumidores mais fiéis e influenciadores de suas marcas, e vejam ambos, se beneficiarem de uma atitude empreendedora sábia.


Texto escrito por Nicole Calazans, @nicolecalazans

Para informações, dúvidas, sugestões, e reclamações:

Para assessoria, eventos, publicidade, e marketing:

Copyright © 2020 ASTRID LACERDA. Todos os Direitos Reservados | hello@astridlacerda.com | BRASIL